Composição da despesa em pensões

Publicado em Atualizado em

Peso das pensões de velhice tem vindo a aumentar nas últimas décadas, mais nuns países do que noutros.

As pensões de velhice representam cerca de ¾ do total das despesas com pensões nos países da UE28 (dados de 2014 para esse conjunto e para a Polónia, 2015 para os restantes membros). O Reino Unido é o país em que esse peso relativo é mais elevado (89%). Noutros oito casos, o valor deste indicador é igual ou superior a 80%. A despesa com pensões de velhice em Portugal representava, no ano de 2015, cerca de 73% das despesas com pensões. Quer no caso das pensões de sobrevivência, quer em relação às pensões de velhice antecipadas, os valores apurados para Portugal estão em linha com a média da UE28. Quanto às pensões de invalidez, a sua dimensão relativa em Portugal situa-se bastante acima do registado na União. De referir que em alguns países, principalmente na Dinamarca e na Alemanha, outro tipo de pensões assumem uma expressão considerável.

Composição das pensões_quadro 1

Em termos gerais, o peso das pensões de velhice no universo da despesa com pensões tem aumentado nos países europeus. Na Irlanda esse aumento foi de 31 p.p., na Holanda e na Finlândia de cerca de 20 p.p., entre 1995 e 2015. Embora de forma bastante menos pronunciada, esta tendência ocorreu também em Portugal: aumento do peso das pensões de velhice na ordem dos 9 p.p., mais intenso no período 1995-2005 (5,6 p.p.), do que nos dez anos seguintes (3,2 p.p.). O peso relativo das pensões de velhice recuou num conjunto restrito de países, em particular no Luxemburgo e em Espanha.

Composição das pensões_quadro 2

 

Ver dados em Excel: Composição das pensões

 

Atualizado por Frederico Cantante