Indicadores

Despesas totais em proteção social representavam 26,9% do PIB em 2014

Publicado em

 

Portugal apresenta para este indicador um valor um pouco abaixo do verificado em termos médios nos países da UE-28. Em 2014, as prestações sociais associadas à velhice representavam 50% do total das despesas em proteção social. 

Leia o resto deste artigo »

Participação feminina no mercado de trabalho diminuiu nos últimos seis anos em Portugal

Publicado em Atualizado em

Fig1_Portugal_Taxa de atividade

Em 2016 a taxa de atividade feminina em Portugal era de 53,5% (menos 2,4 p.p. do que em 2010). Em 2016, o Algarve, a Área Metropolitana de Lisboa e a RA da Madeira apresentavam a maior participação feminina no mercado de trabalho; Norte, RA dos Açores e Centro, os valores mais baixos.

Leia o resto deste artigo »

Utilização de internet: em Portugal mais de metade da população teve acesso à internet em 2016

Publicado em

Desde 2009, o uso da internet pela população portuguesa tem vindo a aumentar. No entanto, Portugal ainda se posiciona entre os países com os menores níveis de utilização da União Europeia. Na UE-28 verifica-se maior frequência na utilização da internet entre a população mais jovem e com maiores níveis de escolaridade.

Leia o resto deste artigo »

O desenvolvimento humano (IDH) em 2015 no mundo e em Portugal

Publicado em Atualizado em

Em 2015, África contínua a apresentar um Índice de Desenvolvimento Humano mais baixo das demais regiões do globo. No hemisfério sul dominam os países com um nível de desenvolvimento humano baixo ou médio, enquanto no hemisfério norte quase todos obtêm uma pontuação considerada elevada ou muito elevada. Leia o resto deste artigo »

Em Portugal, as mulheres ganham, em média, cerca de menos 18% que os homens

Publicado em Atualizado em

A disparidade salarial entre homens e mulheres (Gender Pay Gap) na União Europeia a 28 registava em 2015 o valor de 16,3% – o que significa que as mulheres ganharam, em média, menos 84 cêntimos por cada 1 euro ganho por um homem (Eurostat,  Do women still earn less than men?).

Na medição das desigualdades salariais, o Eurostat calcula a diferença de ganhos de género não ajustada (unadjusted Gender Pay Gap (GPG)). Leia o resto deste artigo »

Abandono precoce de educação e formação: Queda abrupta do indicador tende a convergir com média europeia

Publicado em Atualizado em

figura1

Portugal registou em 2015 uma queda de 3,7 pontos percentuais face ao ano anterior

O abandono de educação e formação é um dos indicadores que melhor expressa as desigualdades educacionais entre países. A unidade de análise é uma percentagem da população com idade entre os 18-24 anos que concluiu no máximo a escolaridade básica e não está a estudar ou a receber formação.

Leia o resto deste artigo »

Desigualdade de rendimento (S90/S10) entre os 10% mais ricos e os 10% mais pobres diminui em 2014

Publicado em Atualizado em

Em Portugal, após um período em que a diferença de rendimento entre os 10% mais ricos face aos 10% mais pobres aumentou durante quatro anos consecutivos, os últimos dados para 2014 revelam uma ligeira diminuição das desigualdades.

Leia o resto deste artigo »

Desigualdade de rendimento (S80/S20) em Portugal e na Europa

Publicado em

s80s20_1_2014

Em 2014 o rendimento dos 20% mais ricos em Portugal (5º quintil) era 6,0 vezes superior ao dos 20% mais pobres (1º quintil) (Figura 1). Portugal faz parte do grupo de países onde as desigualdades de rendimento se encontram acima da média europeia (UE-28: 5,2): a Roménia (8,3), a Lituânia (7,5) e a Bulgária (7,1) apresentavam dos valores mais elevados nesta medida de desigualdade. Em comparação com o ano anterior, destaque-se a subida da desigualdade na Lituânia (de 6,1 para 7,5, mais 1,4 pontos) e na Roménia (de 7,2 para 8,3, mais 1,1).

Leia o resto deste artigo »

Coeficiente de Gini: Valor do coeficiente reduz para Portugal, Grécia e Espanha em 2014

Publicado em

fig-1_gini

Em 2014, as desigualdades de rendimento, medidas pelo coeficiente de Gini, reduziram para Portugal, Grécia e Espanha. Entre o grupo de países mais desiguais da Europa encontram-se agora os países do Báltico e dos Balcãs. 

Leia o resto deste artigo »

Igualdade de Género na UE28: Portugal entre os países com maior gap entre mulheres e homens

Publicado em Atualizado em

GII_Map

Consultar mapa aqui

O Índice de Igualdade de Género é um indicador compósito que mede as disparidades de género dentro do espaço europeu num conjunto de dimensões (trabalho, dinheiro, conhecimento, tempo, poder e saúde). Segundo o European Institute for Gender Equality este índice procura medir a «igualdade na partilha de bens e a igual dignidade e integridade entre homens e mulheres» numa perspetiva diacrónica e em todos os estados membros da União Europeia. Leia o resto deste artigo »