Notícias

“Reducing inequalities” de Renato Miguel do Carmo (org) no ciclo Livro do Mês da Biblioteca do ISCTE-IUL

Publicado em

No âmbito do ciclo Livro do Mês da Biblioteca do ISCTE-IUL, divulgamos, em janeiro, a obra “Reducing inequalities” de Renato Miguel do Carmo (org).

 

Neste livro pode-se igualmente consultar três capítulos da autoria da equipa do Observatório:
– “Unemployment, Precariousness and Poverty as Drivers of Social Inequality: The Case of the Southern European Countries” por Renato Miguel do Carmo e Ana Rita Matias
– “Distributional and Categorical Inequalities in Europe: Structural Configurations” por António Firmino da Costa, Rosário Mauritti, Susana da Cruz Martins, Nuno Nunes, e Ana Lúcia Romão.
A entrevista de Frederico Cantante a Thomas Piketty: “Walth, Taxation and Inequality”.
Para mais informações consulte aqui

[Conferência] XII Encontro de Sociologia dos Açores na UAc

Publicado em

cartazO Observatório das Desigualdades irá participar no XII Encontro de Sociologia dos Açores na UAc, dedicado ao tema “Desigualdades Sociais – perspetivas e mudanças que conta”, nos dias 22 e 23 de novembro, organizado pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais – CICS.UAc/CICS.NOVA.UAc.

Renato Miguel do Carmo e Ana Rita Matias apresentarão a comunicação intitulada «Retratos de trabalhadores jovens: para uma compreensão sociológica da precariedade».

Consultar programa completo aqui

Índice de comprometimento na redução da desigualdade 2018

Publicado em Atualizado em

Portugal ocupa uma posição favorável no índice geral. Leia o resto deste artigo »

Preço das casas em Portugal disparou

Publicado em Atualizado em

Preços das habitações em Lisboa são muito superiores face ao observado no resto do país. Leia o resto deste artigo »

Despesa com o ensino pré-primário em Portugal é fortemente suportada pelas famílias

Publicado em Atualizado em

Escolaridade dos pais influencia os percursos escolares dos filhos. Leia o resto deste artigo »

A mobilidade social é menor nas sociedades mais desiguais

Publicado em

Condicionamento dos trajetos sociais e económicos produz-se a partir da base e do topo da estrutura social. Reprodução socioeconómica é elevada em Portugal. Conclusões de um estudo da OCDE. Leia o resto deste artigo »

Desigualdades de privação habitacional e nas despesas em habitação

Publicado em Atualizado em

Quase ¼ dos 20% mais pobres estavam sobrecarregados com despesas em habitação. Confirma-se que, em 2016,  a taxa de risco de pobreza situou-se nos 18,3%. Leia o resto deste artigo »

96% dos portugueses consideram que a desigualdade de rendimento no país é demasiado elevada

Publicado em Atualizado em

Fairness, inequality and mobility II_notícia

 

Representações acerca da mobilidade social são também comparativamente negativas. Dados do Eurobarómetro especial, intitulado “Fairness, inequality and intergenerational mobility”.

 

Portugal é o país europeu cuja população avalia de modo mais expressivo que as desigualdades internas na distribuição do rendimento são demasiado elevadas: 59% concordam com esta afirmação, 37% concordam fortemente. Os portugueses são também os que entendem mais intensamente que o governo devia tomar medidas para reduzir essa desigualdade: 94% para uma média da UE28 de 81%. Leia o resto deste artigo »

Redução da desigualdade e da pobreza

Publicado em Atualizado em

Os resultados do ICOR 2017 indicam que a desigualdade e a pobreza estão a decrescer em Portugal. Há, no entanto, situações de contracorrente que importa ter em consideração, como o caso do aumento da taxa de risco de pobreza dos desempregados.

Os resultados provisórios do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento 2017 (ICOR 2017), publicados pelo INE (INE, 2017), revelam uma ligeira diminuição das desigualdades de rendimento entre 2015 e 2016. Desde 2014 que as medidas de desigualdade de rendimento tipicamente usadas pelo INE têm vindo a diminuir, após o pico de 2013. Leia o resto deste artigo »