Uncategorized

Livro: O Risco da Desigualdade, de Frederico Cantante

Publicado em

As desigualdades estão na ordem do dia. O crescimento económico por si só não garante a melhoria colectiva das condições de vida e há fatias importantes da população que estão a ficar para trás. Pelo contrário, grupos bastante restritos têm vindo a acumular porções cada vez maiores do rendimento e da riqueza. Estas tendências agudizam as injustiças sociais e económicas e podem ter impactos negativos na forma como as sociedades funcionam. A desigualdade é um risco. Este livro, que integra a situação portuguesa no contexto internacional mais vasto, debruça-se sobre a desigualdade na sua vertente teórica e conceptual, analisa os principais debates que têm sido desenvolvidos em torno desta matéria, apresenta dados relevantes e inovadores e discute políticas públicas vocacionadas para a redução das assimetrias de rendimento.

O Risco da Desigualdade_capa completa

Remuneração declarada à Segurança Social

Publicado em Atualizado em

Valor das remunerações tem vindo a aumentar nos últimos anos.

Em 2018, a remuneração média bruta total dos trabalhadores em Portugal foi de 1142 euros, um aumento de 2,9% face a 2017. O Quadro 1 apresenta informação mensal para a evolução da remuneração brutal total e para a remuneração bruta regular, desde Março de 2015 até Março de 2019. Neste último mês, a remuneração bruta total média foi de 1068 euros, enquanto a remuneração bruta regular (que exclui, entre outras componentes salariais, os subsídios de férias e de Natal – tendo, por isso, um comportamento menos sazonal) situou-se em 951 euros. Em termos reais, a remuneração bruta total em Março de 2019 aumentou 2,5 % (1,7% em termos reais) face ao mês homólogo de 2018. Leia o resto deste artigo »

[Livro] «Retratos da Precariedade»

Publicado em

«Retratos da Precariedade» reflecte sobre um fenómeno que, apesar da sua invisibilidade, é sintoma de um mal-estar social geral a que assistimos: a precariedade laboral.

image004(1)

Igualdade de género na UE: um progresso lento

Publicado em Atualizado em

As desigualdades de género diminuíram de forma pouco significativa entre 2005 e 2015. Existem, a este nível,assimetrias bastante vincadas entre os países da União Europeia (UE). Apesar da evolução, Portugal apresenta para este índice um valor abaixo da média da UE.

De acordo com a nova atualização do Índice de Igualdade de Género, os progressos verificados nos países da UE, entre 2005 e 2015, em relação à igualdade entre mulheres e homens foram lentos e insuficientes. Leia o resto deste artigo »

Girls in primary school age are still disadvantaged whereas the inverse situation for boys is observed in secondary school

Publicado em

UNESCO launched in 2012 the report “Gender Parity Index (GPI)”. Updated information for 2016 is already available in the “eAtlas of Gender Equality and Education”, which shows data for all levels of education disaggregated by sex across time, the information presented is collected by the UNESCO Institute for Statistics (UIS) with partnership of the OECD and Eurostat.

Leia o resto deste artigo »

Observatório das Desigualdades | Newsletter, 2016 | #26

Publicado em

Na nova newsletter do Observatório das Desigualdades fique a conhecer os últimos dados relativos ao desemprego e à situação contratual dos jovens portugueses e europeus. 

Consulte aqui: http://eepurl.com/cunKCT

[Destaques] Conferência Internacional sobre O Futuro do Trabalho, 19 de Outubro, às 9 horas, no Teatro da Trindade

Publicado em

No dia 19 de Outubro, às 9 horas, no Teatro da Trindade, ir-se-á realizar a conferência O Futuro do Trabalho, a propósito das comemorações do centenário do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Mais informação sobre a Conferência: http://ofuturodotrabalho.mtsss.pt/#about

Inscrições até dia 14 aqui: http://survey.sg.mtss.gov.pt/index.php?sid=66177&lang=pt